segunda-feira, 29 de agosto de 2011

o amor nos tempos da web - leonard almeida


1.0

Ele a curtia todos os dias
quando visualizava seu perfil
acompanhava atentamente as postagens,
vídeos, álbuns de fotos,
mudanças de avatar
e deixava comentários espertos

Começaram a conversar
primeiro pelo chat, google talk,
depois pelo skype
horas e horas teclando confidências
viram a casa de um e do outro pelo street view
Marcaram um encontro
num lugar localizado pelo google maps

2.0

E então ficaram de repente
sem conexão
ela se sentiu como um modem desplugado
ele não lhe dava mais atenção...

Ela esperava ele aparecer, olhando da janela aberta
do MSN
mas ele sempre estava ocupado ou ausente
tantas mensagens offline não respondidas
quantas frases poéticas, versos de música, Ctrl C+Ctrl V

Beijusss, Bjos, Bjs, S2, reticências...
sorrisinhos de pontuação :):) e carinhas amarelas sem expressão
era difícil encontrar um emoticon
que representasse o sentimento à altura
da espera, da angústia, da resposta, solidão
Nem as cutucadas e estocadas de carinhos, tuitadas melancólicas,
retuítes de sentimentos alheios mas tão seus
Depoimentos, DM's, declarações diárias subliminares no fotolog
Onde estava o amor? O quê era o amor?

3.0

Ela procurou no google
pois nem o yahoo tinha muitas respostas
E entre o wikipedia, os blogs e o tradutor
inúmeras definições:

"[Do lat. amore.] S. m. 1. Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem, ou de alguma coisa: amor ao próximo; amor ao patrimônio..."

"Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, ... "Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos..."

o amor é paciente
o amor é benigno
o amor é filme
o amor é contagioso
o amor é assim
o amor é outra coisa

Gostou mais dessa que viu no Citador:

"Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer."

Era de um tal de Camões.
E mesmo sem muito entender
curtiu e compartilhou.
"Será que cabe em 140 caracteres?", ela logo pensou.

4 comentários:

  1. ADOREI!!!
    MAIS ATUAL IMPOSSÍVEL.

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom, em modo e essência.
    A voz da alma que clama no deserto sedenta de água - amor é a nascente que se anseia, daí os enganos, as ilusões. O amor é ironicamente a fonte que não se esgota jamais, mas que tantas vezes, se confunde com um mar de paixão, com um fogo platónico que arde e depois sem mais lenha por onde arder se extingue.
    O amor e o mundo à mesma distancia de nós… e nós buscando-o incansavelmente…
    Vejo-te assim AMOR:
    Ocupas sem peso todos os meus pensamentos. És clarão nos interstícios deles. Matéria implosiva & explosiva destas palavras que não sabem com perfeição “dezer”a absoluta substância de te saber nunca com exactidão . Porque és essa sempre nova definição impossível de ser dita em dizeres, como o é em sentires… …


    soneto 37 de PETRARCA

    Prazer estranho, que nas mentes humanas
    muitas vezes se encontra
    o de amar qualquer coisa nova
    que acolha o mais forte tropel de suspiros!
    E eu sou daqueles a quem chorar faz bem;
    e bem parece que me esforce
    para que de pranto cheios
    estejam os meus olhos, como o coração de dor;
    e porque a isso me inclina
    falar dos belos olhos
    não é qualquer coisa que me inspira
    a sentir sua presença em minha alma
    corro, amiúde, e retorno
    para onde mais farta a dor transborde,
    e entre os corações castiga a ambos a luz
    que à estrada do Amor me foram doces.

    ResponderExcluir
  3. Sem contato, frio assim?
    Sem filhinhos virtuais: Online, Website, Email ...e Delete?
    Antes o sabor, depois a dor de amor de corpo quente, muito quente.
    E depois, me esqueça ou te descarto.

    ResponderExcluir
  4. Pois é...
    parece uma visão pessimista e fria, mas já vi muito disso acontecer. Não generalizo, acho que podem acontecer belos e duradouros romances. Mas me parece que hoje em dia as relações humanas podem começar e acabar tão rápido que com alguns cliques elas são decididas.
    Existem pesquisas que mostram que quase metade dos namoros acabam por email ou mensagem em redes sociais.

    ResponderExcluir