domingo, 20 de dezembro de 2020

bioastral


 o vagalume é a biologia da estrela
a física - a poética do nosso tempo
o verso expande-se com o universo

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

3 fatos


 1

a tarde está caindo
não há ninguém que a segure
a não ser a agradável notícia
de que você está vindo


o que vamos fazer?
ver o que eles vão fazer
enquanto veem o que
não vamos fazer?
ou fazer o que eles esperam
que não vamos fazer?

3

os fatos não se encaixam
pior para os fatos
fique vivo
se você morrer
eu te mato

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

elástico


 a areia está caindo

é o tempo


a lama está matando

é brumadinho


a pressão está evaporando

é a carne


o vírus está em viagem

é a máscara


a veia está saltada

é o sangue


o elástico está no braço

é impressionante

mapa da xícara


 

nuvens elétricas
pairam sobre mim
pára-raio ambulante
descarrego tétricas
paisagens dissonantes
sorrir ficou devendo
devo sorrir
e fincar os dentes
mais do mesmo gesto
mesmo gesto do menos
mais sangria de alegria
que a ordem em progresso
é um país expresso
dotado, ditado e deitado
no mapa da xícara

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

tecendo


 ironias vertidas

tecendo comentários, exterminando

as moscas da decepção

e na recepção o cumprimento

das aranhas trabalhadoras

sábado, 17 de outubro de 2020

malevolência


sai de mim

com tua malevolência

sou mais fé

do que crença


sai de mim 

com teu ignorar

sou mais ser

do que estar


sai de mim

com teu olhar turvo

sou mais nada

do que tudo


sai de mim

com o teu rabo

sou mais demônio

do que o diabo

terça-feira, 22 de setembro de 2020

escuridão

 


a escuridão é amigável

descobre-se muitas coisas nessa amizade

pode-se enganar qualquer um

menos um gato

menos ainda a maldição da pantera

que é livre

isso é o que apavora

é preciso curar a crença

antes que ela mate todos os felinos

não meta os pés pelas mãos

não seja só estranho

seja estranho a seu modo

não traga o mal ao mundo

pode haver tempestade à vista ou 

um gato caminhando sobre tua tumba


no conflito de vontades

no acreditar sem contar segredos

só existe o silêncio


detalhes que se consertam

salvando a circunstância