sábado, 17 de outubro de 2020

malevolência


sai de mim

com tua malevolência

sou mais fé

do que crença


sai de mim 

com teu ignorar

sou mais ser

do que estar


sai de mim

com teu olhar turvo

sou mais nada

do que tudo


sai de mim

com o teu rabo

sou mais demônio

do que o diabo

terça-feira, 22 de setembro de 2020

escuridão

 


a escuridão é amigável

descobre-se muitas coisas nessa amizade

pode-se enganar qualquer um

menos um gato

menos ainda a maldição da pantera

que é livre

isso é o que apavora

é preciso curar a crença

antes que ela mate todos os felinos

não meta os pés pelas mãos

não seja só estranho

seja estranho a seu modo

não traga o mal ao mundo

pode haver tempestade à vista ou 

um gato caminhando sobre tua tumba


no conflito de vontades

no acreditar sem contar segredos

só existe o silêncio


detalhes que se consertam

salvando a circunstância


primeiro


 primeiro
desmaio
depois
viva o primeiro
de maio

sábado, 19 de setembro de 2020

mudando de assunto


 você ainda acha que os fins
justificam o meio?

temos um caminho
que raios foi aquilo?

mudando de assunto
cara ou coroa?
coroa, cara!

nada funciona nesse hospício
até os poetas estão chatos
os loucos ainda são os melhores

investimentos
não dão dinheiro
apenas uma mãozinha
para quem apertá-la

onde raios é o brazil?
aprendi nas pirâmides
ninguém sabe tudo que deve

terça-feira, 2 de junho de 2020

Incerteza

Guiados pela incerteza, é assim que caminha e caminhou até hoje a humanidade. Desde que nossa espécie saiu da África, com esta vontade irrefreável de peregrinar, ela foi afetada pelo clima e pelos perigos existentes nos caminhos.
 Quantos não morreram comendo frutos e plantas venenosas? Nunca se teve certeza de nada, A única certeza é a morte e mesmo assim, na base da incerteza, botamos fé que existe algo para fazer numa outra vida depois dela.
A incerteza nos trouxe até aqui, isso é certo. Quando foi que trocamos o certo pelo incerto?
Quem disse que o planeta é nosso?  Moramos aqui, mas dividimos juntos com outros seres vivos. Inclusive a própria Terra é um ser vivo que habitamos, do mesmo modo, nosso corpo é habitado por bactérias e outros microorganismos que moram na gente.
Há mais insetos no planeta que toda a população de seres humanos, imagina então os microorganismos, é provável que o planeta seja na verdade deles.
Eles sempre estiveram por aqui antes da gente, nós somos apenas uma das mutações de um microorganismo unicelular que resolveu se multiplicar, dando origem às espécies.
Assim sendo, de tempos em tempos adquirimos doenças que viram febres, gripes ou pestes. que transformam-se em epidemias, pandemias e nos contaminam com o inesperado, adoecendo e morrendo. Talvez, são esses os momentos em que a seleção natural das espécies, resolve enfrentar os humanos.
Há os que mudarão seus hábitos, seus pensamentos, suas crenças, suas certezas inabaláveis, porém, a maioria não; isto não nos faz diferente de uma boiada em disparada.

domingo, 19 de abril de 2020

terra de ninguém

tudo o que o dinheiro pode pagar
não dá para comprar de modo assertivo
cave sua cova
cave sua latrina
estás meio morto
estás meio vivo
então sente necessidade
de fazer só o que tu pode fazer por ti

estamos na trincheira
de nome quarentena
terra de ninguém

de tanto que gostam do verde e do amarelo
a verdade é o que o amarelo e o verde estão morrendo
de inveja do vermelho
como quando o cérebro se esfacela
e o coração ainda fica a bater

a nuvem
com todas as informações choveu
tudo liquidou-se

sábado, 18 de abril de 2020